Zhao Bentang: China e Portugal juntas nas áreas da energia, economia digital e saúde

Para Zhao Bentang, a cooperação entre os dois países é muito ampla.

O novo embaixador da República Popular da China em Portugal, Zhao Bentang, acredita que a
cooperação entre os dois países é muito ampla e destaca a energia, a economia digital, a saúde
como sendo as novas áreas de cooperação entre Portugal e China.

“O lado chinês está disposto a criar mais sinergias com o lado português em termos de
estratégia de desenvolvimento, aprofundar a cooperação nas áreas da economia e comércio,
energia, infraestruturas, tecnologia digital, saúde, desenvolvimento verde, e em mercados
terceiros, para melhor beneficiar os povos e dar um contributo ainda maior para o
desenvolvimento e prosperidade regional e internacional”, disse Zhao Bentang em entrevista à
Agência Lusa.


“Projetos em áreas como infraestruturas, energia e outras estão a progredir, enquanto novas
áreas de cooperação estão constantemente a emergir, como a indústria, a economia digital, a
saúde, etc.”, acrescentou.

Para Zhao Bentang, a China é neste momento o maior parceiro de Portugal na Ásia e afirma
que o valor do investimento chinês por habitante em Portugal é um dos maiores da União
Europeia.


“Portugal e a China são parceiros estratégicos globais, com forte complementaridade
económica e tecnológica e com uma perspetiva muito ampla de cooperação”.

Comunidade Chinesa em Portugal

Para o novo embaixador da China em Portugal, o turismo chinês é outro ponto que revela que
as condições de cooperação entre os dois países vivem neste momento o melhor momento da
história, embora tenha havido uma quebra acentuada provocada pela pandemia Covid-19.
Ainda assim, o embaixador acredita que ainda este ano Portugal irá receber milhares de
turistas chineses.

Além do turismo, Zhao Bentang destaca ainda a elevada procura por parte dos estudantes
chineses que todos os anos veem Portugal como um país com elevada qualidade do ensino
superior.


Neste momento, tem havido um “aumento de alunos chineses a estudar em Portugal. Além do
ensino de qualidade que Portugal oferece, a existência de mais de 30 instituições de ensino
superior na China que têm cursos de língua portuguesa, ajuda a criar esta ligação e
consequente curiosidade dos alunos que decidem vir para Portugal frequentar o ensino
superior”., conclui.

Partilhar artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Relacionados

Agenda

No event found!
Outros Artigos