CCPC-PME celebrou primeiro aniversário em Condeixa-a-Nova

A assinatura de protocolos de cooperação com diferentes instituições nacionais e uma estrangeira, uma conferência em torno das relações entre Portugal e a China em várias frentes e a formalização da União das Associações de Cooperação e Amizade Portugal – China, única em toda a Europa, foram o prato forte das celebrações.
CCPC-PME celebrou primeiro aniversário em Condeixa-a-Nova

A Câmara de Comércio Portugal-China Pequenas e Médias Empresas (CCPC-PME) assinalou ontem, 10 de junho, o seu primeiro aniversário. O local escolhido para a celebração foi Condeixa-a-Nova, onde está sediada.

Não obstante as restrições decorrentes da pandemia por Covid-19, com o número de convidados limitado, foram muitos os que participaram nas celebrações, quer presencialmente, quer por  videoconferência, a partir da plataforma Zoom, que transmitiu na íntegra a iniciativa.

Com o enfoque nas relações de cooperação e confiança mútuas entre Portugal e China, pela manhã, o programa das festividades centrou – se nas mensagens dos vários convidados ligados à associação, e à formalização de protocolos com várias instituições portuguesas, chinesas e angolanas.

“Tempo de intensificar e avançar sem esquecer os interesses e preocupações de ambos os lados”

Nos discursos proferidos, a tónica dominante centrou-se nas relações de cooperação e confianças mútuas entre Portugal e a China, bem como nos objetivos alcançados pela CCPC-PME neste primeiro ano de trabalho, com vista ao fortalecimento da organização.

Para José Augusto Duarte, embaixador de Portugal na China, no último ano, o trabalho desenvolvido pela Câmara de Comércio Portugal-China Pequenas e Médias Empresas tem “frutos já visíveis com a missão de construir uma plataforma de informação e comunicação aos serviços das pequenas e médias empresas portuguesas e chinesas e do comércio entre esses dois países com base numa Cooperação, trocas comerciais e investimento”.

Durante este ano, foram estabelecidas importantes parcerias institucionais com instituições nacionais e chinesas no sentido de construção de uma rede de competências e de informação nos domínios da economia, negócios, jurídico, tecnologia e informação que vai ligar as relações entre Portugal e a China.

“Esta rede será certamente um ativo valioso e único para o reforço das pequenas e médias empresas portuguesas e chinesas, no seu benefício e desenvolvimento mútuo”, disse.

José Augusto Duarte terminou o seu discurso afirmando que “é tempo agora de intensificar, avançar, fazer mais sem esquecer os interesses e preocupações de ambos os lados […] É assim dado mais um passo para promover uma maior articulação entre todos as instituições entre Portugal e China e assim consolidar e aprofundar as relações mútuas para conseguirmos ter mais resultados.

Assinatura de protocolos com vista ao reforço da cooperação bilateral

Uma das grandes novidades desta celebração foi a assinatura de vários protocolos de cooperação com associações de empresas de direito angolano com capital chinês, escritórios de advogados e empresas de seguros que operam no mercado nacional.

O objetivo, de acordo com o Presidente da CCPC-PME, Y Ping Chow é claro: fortalecer cada vez mais, as relações de amizade, cooperação entre os povos, proteção das parcerias e investimentos atuais e futuros.

Já Luís Cupenala, presidente da Câmara de Comércio Angola-China, frisou que o acordo celebrado com a CCPC-PME “é uma nova página na era das câmaras de comércio de Angola e Portugal com a República Popular da China”.

“Este instrumento de interesse estratégico na organização das câmaras comerciais visa, fundamentalmente, criar um espaço de convergência para a partilha de experiências, trocas comerciais, transferência de know-how, aposta no conhecimento, nas novas tecnologias e investigação científica”, começou por dizer.

“Num mundo cada vez mais interdependente, competitivo por causa do fenómeno da globalização e internacionalização das economias, essas iniciativas constituem, no essencial, a chave do sucesso para o progresso sustentável, principalmente para países em desenvolvimento como Angola”.

Destaque ainda para o anúncio, em primeira mão, da criação de uma associação única na Europa.  O momento foi assinalado com a presença de Jorge Portugal, representante da nova União das Associações de Cooperação e Amizade Portugal – China que, em dia de aniversário, foi formalmente constituída.

Fique abaixo com algumas imagens do 1º aniversário da CCPC-PME:

Partilhar artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Relacionados

Agenda

No event found!
Outros Artigos